WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia



 

 

agosto 2019
D S T Q Q S S
« jul    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031



Bolsonaro autoriza trabalho aos domingos e feriados; norma deve ser publicada na quarta

O governo brasileiro pretende autorizar, em caráter permanente, ou regularizar o funcionamento de 78 setores da economia aos domingo e feriados , segundo apurado pela Folha de S. Paulo. O total de setores afetados pela novidade ainda poderá ser alterado até a publicação da norma.

O objetivo da mudança é o incentivo a geração de emprego, segundo o secretário especial da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho.

“Com mais dias de trabalho das empresas, mais pessoas serão contratadas. Esses trabalhadores terão suas folgas garantidas em outros dias da semana. Respeito à Constituição e à CLT (Consolidação das Leis do Trabalho)”, publicou o secretário em uma rede social.

A expectativa é de que portaria com a lista dos setores incluídos na norma seja publicada oficialmente nesta quarta-feira (19). Parte desses setores aguardam o aval do governo para continuarem funcionando aos domingos e feriados.

fonte: Bahia Notícias

Conselho de Comunicação aprova convite para ouvir Glenn Greenwald

O Conselho de Comunicação Social do Senado aprovou hoje (17) um convite para ouvir o jornalista norte-americano Glenn Greenwald, editor do site The Intercept.  Desde o início deste mês, o site tem divulgado supostas mensagens trocadas por meio de aplicativo pelo atual ministro da Segurança Pública e ex-juiz Sergio Moro e procuradores da força-tarefa da Lava Jato entre os anos de 2015 a 2018. A audiência está marcada para o dia 1º de julho, data da próxima reunião do conselho.

O autor do pedido é o advogado Miguel Matos, representante da sociedade civil no colegiado. O objetivo da audiência é ouvir Glenn Greenwald sobre ameaças que ele estaria sofrendo após a divulgação das supostas conversas entre Moro e os procuradores pelo site.

“O jornalista Gleen Greenwald narrou recentemente que está sofrendo inúmeros atentados ao livre exercício do jornalismo. Isso, claro, nos toca profundamente. Por isso, eu queria sugerir que fizéssemos um convite e que ele venha na nossa próxima reunião do dia 1º de julho e esclareça exclusivamente essas situações”, disse. “A liberdade de imprensa é a garantidora do Estado Democrático de Direito, não podemos fechar os olhos e sobretudo as portas para essa situação”, disse Matos.

Também nesta segunda-feira, o deputado David Miranda (PSOL-RJ), marido do jornalista Glenn Grenwald, afirmou que pediu reforço para segurança de sua família após serem ameaçados por mensages enviadas por e-mails. Segundo o parlamentar, as primeiras ameaças foram registradas antes das divulgações do site The Intercept, mas cresceram após as publicações. O deputado informou que, no dia 11 de junho, encaminhou os relatos à Polícia Federal.

“Ressalto que o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, tomou providências a partir do ofício que encaminhei à presidência da Casa, oferecendo-me apoio do Departamento da Polícia Legislativa”, acrescentou o parlamentar.

Sergio Moro

Na quarta-feira (19), a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado vai ouvir o ministro Sergio Moro, que deverá prestar informações sobre a suposta colaboração entre ele e procuradores da Lava Jato. A audiência foi sugerida pelo líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE). Em ofício enviado ao presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), Fernando Bezerra Coelho destacou que a iniciativa de esclarecer os fatos partiu do próprio ministro.

Matéria atualizada às 19h21

fonte: Agencia Brasil

Após 11 dias, mulher presa após ser confundida com irmã é solta no Rio

Após 11 dias presa no lugar da irmã, Danielle Estevão Fortes, de 26 anos, foi solta no início da tarde desta terça-feira (18). Ela estava no Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, Zona Oeste do Rio, por dois crimes que não cometeu. A jovem saiu do complexo penitenciário caminhando e se emocionou muito ao abraçar familiares que a aguardavam.

“Foi muito ruim, muito doloroso, as pessoas aqui estão sendo tratadas como bicho. A gente come comida estragada, arroz cru, a gente dorme com um colchão furado, rasgado, são oito presas em uma cela. O momento mais difícil é não saber onde que minha irmã está. Por que ela me deixou passar por isso sabendo que não fui eu?”, lamentou Danielle.

A confusão começou quando a Polícia Civil, o Ministério Público e a Justiça indiciaram, denunciaram e prenderam a irmã errada. Por um erro de grafia, Danielle foi presa acusada de assaltar duas lojas de celulares em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, em 2018. As autoridades procuravam sua irmã mais nova, chamada Daniela Estevão Fortes, de 24 anos.

“Não vou abandonar ela como ela me abandonou. E vou tá com ela. Independentemente do que ela fez comigo, ela é minha irmã. E eu acabei de perder um irmão, e eu não vou deixar minha irmã sozinha. Machuca muito. Só quem passa aqui dentro sabe o sofrimento que é”, afirmou Danielle.

A jovem trabalha em um salão de beleza como esteticista. Segundo a família, Danielle tinha ido até a delegacia prestar depoimento como testemunha no dia 7 de junho, no caso de um irmão assassinado, quando acabou presa. Familiares aguardavam na manhã desta terça a liberdade dela.

“Estamos aqui desde ontem, não fomos para casa. Hoje é especial porque ela ficou 11 dias longe da família. A família ama ela demais. É muito doloroso, não é justo ela estar passando por isso”, disse a prima Iuma Trindade de Andrade.

fonte: G1

TRF-4 já usou troca de mensagens no Telegram para reforçar sentenças, diz coluna

O uso de aplicativos de mensagens instantâneas já foi utilizado para reforçar condenações no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), que é responsável pelos processos da Operação Lava Jato em segunda instância. Há pelo menos dois casos em que isso foi detectado, segundo a coluna de Mônica Bergamo, na Folha de S. Paulo.

Em uma decisão, o desembargador Thompson Flores escreveu na sentença que o réu mantinha “intensa comunicação por meio de aplicativos velados, a exemplo do Telegram”. Já em outra decisão, o desembargador Leandro Pausen afirmou que o réu, processado por tráfico de drogas, se comunicava principalmente por diversos meios eletrônicos, um deles, o Telegram, “a fim de dificultar o rastreamento”.

O aplicativo em questão ganhou destaque na última semana com a revelação das conversas entre o procurador Deltan Dallagnol e o ministro Sergio Moro pelo site The Intercept Brasil. Os diálogos são registros de 2015 a 2018 quando Moro era juiz e relator da Lava Jato, na 13ª Vara de Curitiba, e mostram como ele colaborava com a força-tarefa. O então juiz sugeriu a inversão de fases da operação, criticou e aconselhou ações do Ministério Público Federal (MPF), adiantou uma decisão judicial e, de acordo com a revelação mais recente, recomendou o envio de uma nota à imprensa para rebater o “showzinho” da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

fonte: Folha S. Paulo/Bahia Notícias

Otto reitera ser contra partidos da base de Rui Costa firmar aliança com oposicionistas

O senador Otto Alencar (PSD-BA) reiterou, nesta segunda-feira (17), ser contra partidos da base do governador Rui Costa (PT) firmar aliança com legendas oposicionistas nas disputas pelas prefeituras baianas no pleito do próximo ano.

“Os partidos [governistas] têm que fazer esforço no limite para fazer aliança entre si. Defendo isso. O PSD não fará aliança com a oposição”, declarou, em entrevista ao Bahia Notícias.

Otto argumentou o motivo pelo qual é contra acordo com adversários. “Isso pode fragilizar a nossa aliança [no governo]. É ruim para o estado. É ruim para o governo”, pontuou.

fonte: Bahia Notícias

Operação Xavier! RádioZap CBN sempre os olhos, ouvidos e a boca da sociedade🤡🇧🇷

RÁDIOZAP CIRCO BRASILEIRO EXCLUSIVO, NESTA SEGUNDA FEIRA (17): OPERAÇÃO XAVIER!

Joaquim Levi: Entenda o que levou ao pedido de demissão do presidente do BNDES

O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Joaquim Levy, entregou carta de demissão neste domingo (16) ao ministro da Economia, Paulo Guedes. O ministro aceitou a demissão.

O pedido acontece um dia depois de o presidente Jair Bolsonaro ter afirmado a jornalistas que Joaquim Levy estava com a “cabeça a prêmio”.

Isso porque, Bolsonaro teria determinado a Levy que demitisse o diretor de Mercado de Capitais do BNDES, Marcos Barbosa Pinto. Bolsonaro chegou a afirmar que se Levy não demitisse Barbosa Pinto, seria ele, Levy, demitido.

“Eu já estou por aqui com o Levy. Falei para ele: ‘Demita esse cara na segunda-feira ou demito você sem passar pelo Paulo Guedes'”, disse o presidente.

Marcos Pinto, a quem Bolsonaro se referiu, foi chefe de gabinete de Demian Fiocca na presidência do BNDES (2006-2007). Fiocca era considerado, no governo federal, um homem de confiança de Guido Mantega, ministro da Fazenda nos governos de Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff.

Ainda na noite deste sábado, Marcos Pinto enviou carta de renúncia a Joaquim Levy. Na carta, Marcos Pinto afirmou que decidiu deixar o cargo em razão do “descontentamento manifestado” pelo presidente Jair Bolsonaro.

Segundo João Borges comentarista de economia da GloboNews, o presidente Jair Bolsonaro nunca recebeu bem o nome de Joaquim Levy para o BNDES (vídeo abaixo), que foi uma escolha pessoal do ministro da Economia, Paulo Guedes.

Bolsonaro, segundo João Borges, se incomodava com a carreira pregressa de Levy – ele foi secretário do Tesouro e ministro da Fazenda em governos do PT.

Por fim, Bolsonaro também estaria insatisfeito porque uma de suas promessas de campanha era “abrir a caixa-preta” do BNDES, o que Levy ainda não teria feito. Bolsonaro costuma dizer que houve problemas em empréstimos do BNDES para Cuba, Venezuela, e os chamados “campeões nacionais”, como o empresário Joesley Batista, da J&F, envolvido em escândalos de corrupção.

Ordem cronológica dos fatos

– Bolsonaro afirma na tarde deste sábado (15) que o presidente do BNDES, Joaquim Levy, estava com a “cabeça a prêmio” por, além de outros fatos, não ter demitido o diretor de Mercado de Capitais do BNDES, Marcos Barbosa Pinto;

– Barbosa Pinto entrega carta de renúncia do cargo ao presidente do BNDES, Joaquim Levy. Ele afirmou na carta que decidiu deixar o cargo em razão do “descontentamento manifestado” pelo presidente Jair Bolsonaro;

– Joaquim Levy pede demissão em carta enviada ao ministro da Economia, Paulo Guedes. O ministro aceitou o pedido de demissão.

Repercussão

A comentarista da GloboNews Miriam Leitão disse que a situação de Joaquim Levy no governo Bolsonaro “nunca foi muito confortável” (vídeo abaixo). Segundo Miriam Leitão, ele não queria que Levy fosse presidente do BNDES e foi difícil convencer Bolsonaro de que Joaquim era um bom nome. Miriam Leitão afirma que Bolsonaro entendia que não estava sendo obedecido porque a “caixa-preta” do BNDES ainda não foi aberta.

O economista-chefe da Necton Corretora, André Perfeito, disse que a saída de Joaquim Levy é negativa e causa insegurança no mercado financeiro (vídeo abaixo). André Perfeito prevê efeitos na bolsa de valores, que pode sofrer queda, e no dólar, que pode entrar em alta, durante a próxima semana. Ele acredita que o sucessor de Joaquim Levy no BNDES será nome de perfil técnico e liberal.

O economista Maílson da Nobrega, ex-ministro da Fazenda, disse que com a saída de Levy o governo federal está perdendo um “profissional de alta qualidade”, com vasta experiência no setor público e privado. Para Maílson a demissão de Levy gera insegurança no mercado e na equipe econômica do governo.

fonte: G1

Maurício Bacelar é nomeado para diretoria da Adab

O Diário Oficial do Estado deste sábado (15) traz a nomeação de Maurício Bacelar para a direção da Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), vinculada à Secretaria da Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura.

O  presidente do Podemos da Bahia, o deputado federal Bacelar, afirmou que transformará a Adab, “nos próximos três anos, no órgão mais cobiçado da administração estadual”.

O Podemos tinha antes o comando do Detran, que agora passa para a cota pessoal do governador Rui Costa (PT).

fonte: Bocão News

Site revela que Moro orientou MPF a fazer nota logo após depoimento de Lula, em 2017

O ministro da Justiça, Sérgio Moro, orientou procuradores da Lava Jato a emitir uma nota à imprensa logo após o depoimento do ex-presidente Lula, no caso do tríplex do Guarujá, em 10 de maio de 2017. A revelação foi informada na noite desta sexta-feira (14) pelo site The Intercept Brasil. Essa é a sexta reportagem divulgada pelo site após vazamentos de mensagens sobre a Operação Lava Jato. O trecho exibido agora mostra diálogos do então juiz Sérgio Moro e o procurado da República Carlos Fernando dos Santos Lima.

No mesmo dia do depoimento de Lula, More sugere a Santos Lima que o Ministério Público Federal (MPF) faça uma nota expondo “contradições” da fala do ex-presidente. A nota também serviria, como Moro teria dito, para rebater o “showzinho” feito pelos advogados de Lula.

“Moro – 22:12 – Talvez vcs devessem amanhã editar uma nota esclarecendo as contradições do depoimento com o resto das provas ou com o depoimento anterior dele; Moro – 22:13 – Por que a Defesa já fez o showzinho dela. Santos Lima – 22:13 – Podemos fazer. Vou conversar com o pessoal. Santos Lima – 22:16 – Não estarei aqui amanhã. Mas o mais importante foi frustrar a ideia de que ele conseguiria transformar tudo em uma perseguição sua”, expõe o The Intercept Brasil.

Ainda segundo o site, no dia seguinte ao depoimento, o MPF emitiu a nota conforme pedido feito pelo juiz. A nota centraria nas contradições do ex-presidente.

fonte: Bahia Notícias

AOS INTELIGENTES SOCIAIS🤡🇧🇷

 

 

 

 

 

blog do marcelo


  • Função: Consultor de Vendas
  • Cidade: Ilhéus
  • Salário: A combinar
  • Empresa: Chocosul Distribuidora Ltda
Candidatar

  • Função: Representante Comercial
  • Cidade: Ilhéus
  • Salário: A combinar
  • Empresa: Maxxi Suprimentos
Candidatar

  • Função: Supervisor de Vendas
  • Cidade: Ilhéus
  • Salário: R$2318.86
  • Empresa: (Confidencial)
Candidatar

  • Função: Vendedor Externo
  • Cidade: Ilhéus
  • Salário: R$1264
  • Empresa: (Confidencial)
Candidatar

  • Função: Promotor de Vendas
  • Cidade: Ilhéus
  • Salário: A combinar
  • Empresa: Arta Fenix
Candidatar

  • Função: Técnico de Enfermagem do Trabalho
  • Cidade: Ilhéus
  • Salário: A combinar
  • Empresa: Prev-Metra
Candidatar

  • Função: Podólogo
  • Cidade: Ilhéus
  • Salário: A combinar
  • Empresa: Sampés Podologia
Candidatar

  • Função: Analista de Logística
  • Cidade: Ilhéus
  • Salário: A combinar
  • Empresa: Gertec
Candidatar

  • Função: Analista de Pessoal
  • Cidade: Ilhéus
  • Salário: R$2000
  • Empresa: Rp3 Combustiveis
Candidatar

  • Função: Recepcionista
  • Cidade: Ilhéus
  • Salário: A combinar
  • Empresa: Confidencial
Candidatar

Powered by SINE


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia