WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

 

 

agosto 2019
D S T Q Q S S
« jul    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

:: ‘Politica’

NOVO CANAL DO YOU TUBE TROUXE ILHÉUS COMO PAUTA PRINCIPAL E AGITOU O CENÁRIO POLÍTICO DA CIDADE

A  semana de estreia do canal do you tube RádioZap Circo Brasileiro, da jornalista Caliana Mesquita, mostrou que Ilhéus será pauta principal da programação diária deste novo veiculo de comunicação virtual. Nos seus primeiros cinco programas, intitulado Bom dia Inteligentes Sociais, a apresentadora teceu comentários fortes sobre a atual administração pública da cidade, fazendo do seu espaço, realmente o fiel retrato do seu slogam ” Olhos, ouvidos e a boca da sociedade”.

 

Além de ironizar a participação do Governador da Bahia, do Prefeito de Ilhéus e de vereadores na abertura do supermercado privado, na cidade, o programa trouxe a tona reclamações de seguidores sobre as estradas na cidade, a exemplo do Rio do Braço e da precariedade do transporte coletivo em Ilhéus, afirmando que ” Quando Ilhéus se libertar do cartel viário ela, por consequência, se libertará deste cartel político, que circula a nossa cidade”, afirmou a jornalista após apresentar imagens do estado dos ônibus em Ilhéus.

Contemplando a região cacaueira, o programa Bom dia Inteligentes Sociais, também trouxe para pauta a CEPLAC,  instituição que esta há mais de 20 anos sem ser revitalizada. Como foco da abordagem, a apresentadora relatou uma conversa que teve com o atual Diretor Geral do orgão, Guilherme Galvão, onde o mesmo afirmou que ainda este ano a CEPLAC lançará edital para seletiva, que contratará 150 profissionais, entre 65 de nível superior e 85 nível médio. A notícia foi avaliada com entusiasmo pelo seguimento de produtores, estudantes e profissionais ligados a áreas voltadas para ciência e pesquisa do cacau.

 

Os temas, abordados pela programação, seguem sugestões de seguidores, que podem enviar fotos, videos ou mesmo áudios contando problemas enfrentados pela comunidade.

 
 

Outro víeis da programação é a já tradicional cronica, iniciada no whatsaap pelo RádioZap Circo Brasileiro. Durante esta semana foi discutido também as declarações da Damares Alves ( Ministra dos Direitos Humanos, Mulher e Familia). do Presidente da República, Bolsonaro, e por fim a programação entrou em reflexão polêmica sobre Depressão e Suicídio, como contraponto aos casos que repercutiram na cidade de Ilhéus com a morte de duas pessoas vitimas de depressão, durante esta semana.

O programa Bom dia Inteligentes Sociais, acontece diariamente de segunda a sexta feira, sempre a partir das 7:30h da manhã. Inscrevam-se, curtam e deixem seu comentário.

 

ASSAÍ ILHÉUS: “Cheguei a pensar que estava sendo inaugurada uma obra pública”, diz jornalista em estréia de canal no youtube

Na estreia do canal RádioZap Circo Brasileiro, no YouTube, a jornalista Caliana Mesquita, trouxe a tona as entrelinhas do evento de inauguração do SuperHipermercado Assaí Atacadista, onde de forma autentica e independente teceu críticas sobre o “marketing político” realizado em Ilhéus, em cima de uma obra privada.

“Em Ilhéus o evento mobilizou tantas autoridades que cheguei a pensar que estava sendo inaugurada uma obra pública e que os produtos das prateleiras seriam distribuídos gratuitamente para a população”, argumenta a jornalista em tom irônico ao se referir a presença do Governador da Bahia, Rui Costa, do Prefeito Mario Alexandre e da bancada de vereadores da cidade, que tentaram fazer da abertura do supermercado um evento politiqueiro, com o objetivo nítido de acobertar a ausência de ações efetivas no desenvolvimento de Ilhéus.

Em outro trecho do programa, Caliana Mesquita, faz questionamento sobre o porque que este evento levou tantas autoridades a quererem ser “pais da criança”, visto que a finalidade do empreendimento é comercial. ” Seriam as 400 vagas propostas pela empresa? Mas estas vagas seguirão o critério da meritocracia ou das cartinhas de indicação?”, questiona a apresentadora jogando para o público a reflexão sobre a ausência de empreendimentos na cidade que contemplem a extensa lista de profissionais formados que estão desempregados em busca de campo para depositar seus conhecimentos.

A jornalista, que tem uma longa trajetória na comunicação política regional, pretende levar diariamente assuntos ligados a política local, buscando trazer reflexões a que contribuam para uma ampla análise sobre temáticas que interferem na construção social de nosso sistema. O canal segue com programação diária, com vídeos postados de segunda a sexta feira, sempre as 7:30h, pelo canal RádioZap Circo Brasileiro. Se inscrevam, curtam e compartilhem vale a pena acompanhar o que vem por ai.

Assista ao vídeo na integra:

 
fonte :http://www.novaisnoticias.com.br/v1/2019/07/29/assai-ilheus-cheguei-a-pensar-que-estava-sendo-inaugurada-uma-obra-publica-diz-jornalista-em-estreia-de-canal-no-youtube/

Alex Santana vê possibilidade de expulsão como prejuízo para futuro do PDT

Na avaliação do deputado federal Alex Santana (PDT), a possibilidade de expulsar os parlamentares que votaram a favor da reforma da Previdência prejudica o futuro do partido.”Pra mim, você colocar pra fora quem pensa diferente de você, pra quem tá querendo construir alternativa pro futuro, é muito negativo”, disse.

Alex, que já afirmou que não pretende mudar o voto, disse que foi notificado da decisão do partido, sobre suspender as atividades partidárias dos deputados que votaram a favor da reforma, em uma decisão contrária à postura da sigla, nesta quinta. “Não tá no meu coração sair do PDT. Respeito a decisão partidária, mas não concordo, porque a forma como ela foi construída trouxe muita divergência para os parlamentares”, acredita.

Está sendo ventilado nos bastidores do Congresso a possibilidade dos deputados do PDT, caso sejam expulsos – uma das punições previstas -, migrarem para o DEM. Na quarta-feira (25), o prefeito de Salvador e presidente nacional do DEM, ACM Neto, afirmou, em entrevista à imprensa, que o PDT possui parlamentares qualificados. “O PDT é um partido que tem parlamentares de muita qualidade. O Democratas, ao contrário de outros partidos, não vai ficar tratando disso publicamente como se fosse um leilão”, disse, na ocasião.

“Eu não mudo meu voto, porque meu voto foi construído com uma base ao longo do tempo”, justificou.

“Fechamento de questão”

Alex Santana afirmou que não estava presente em nenhuma assembleia do PDT que tenha “fechado questão” sobre a votação da reforma da Previdência. “Eu não estava nessa assembleia, isso não foi construído com os parlamentares, não. Alguns estavam lá, eu, por exemplo, não estava lá”, disse.

Segundo ele, a retirada de quatro pontos da reforma – Benefício de Prestação Continuada (BPC), desconstitucionalização da matéria, aposentadoria rural e capitalização – motivaram o voto a favor.

Após visita, Wagner diz que Lula não se conforma com prisão

O senador Jaques Wagner (PT-BA) declarou nesta quinta-feira (25), após visitar Luiz Inácio Lula da Silva em Curitiba, que o foco de o ex-presidente é a defesa da soberania nacional. “A preocupação dele é que o PT, os partidos do campo progressista, os sindicatos e os movimentos sociais organizem uma frente em defesa da soberania nacional, para que a gente possa garantir a sobrevivência do Brasil”, afirmou Wagner, em frente à Superintendência da Polícia Federal no Paraná. O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), também participou da visita.

De acordo com o senador, o que mais agonia Lula é estar preso e ver o Brasil ser entregue aos interesses internacionais. “Ele não se conforma, e eu comungo desse mesmo sentimento, que depois de tanto tempo que levamos para conquistar o respeito do mundo inteiro, o Brasil volte a ser mero exportador  de commodities em geral”, destacou. Ele citou a privatização da BR Distribuidora, da rede de gás do Nordeste e a destruição das políticas de educação, de ciência e tecnologia e dos direitos dos trabalhadores como exemplos do desmonte e da truculência do atual governo.  “Em sete meses, estão detonando o Brasil. Enquanto o presidente fica falando uma série de maluquices, o Paulo Guedes enfia a faca na economia e na soberania nacional”, resumiu.

Wagner declarou ainda que impressiona a força e a lucidez de Lula. “A palavra dele continua sendo uma palavra de firmeza. Ele continua sendo uma figura que nos inspira. A gente sai daqui se sentindo cada vez mais responsável a militar 24 horas por dia, a lutar para não permitir que o Brasil regrida”, destacou.

 

Presidente do STF é avisado por Moro de ataque hacker a celulares de ministros do tribunal

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, foi comunicado por telefone nesta quinta-feira (25) pelo ministro da Justiça, Sérgio Moro, que celulares de ministros da Corte foram alvos de ataque hacker e que houve acesso a dados de SMS e do aplicativo Telegram desses ministros.

Moro relatou ter ligado pessoalmente para os ministros atacados. Os nomes dos ministros alvos no STF não foram divulgados.

Interlocutores dos ministros Toffoli, Luiz Fux, Rosa Weber, Ricardo Lewandowski, Cármen Lúcia, Gilmar Mendes, Luis Roberto Barroso e Marco Aurélio Mello informaram à TV Globo que eles não foram procurados por Moro e, portanto, não teriam sido alvos. Até a última atualização desta reportagem, a TV Globo tentava contato com os outros três ministros – Alexandre de Moraes, Celso de Mello e Luiz Edson Fachin.

Por meio da assessoria, o STF informou que não comentará o episódio.

Além de ministros do Supremo, a Polícia Federal identificou os aparelhos dos presidentes da República, Jair Bolsonaro; da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ); do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP); do Superior Tribunal de Justiça, ministro João Otávio de Noronha; e da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, dentre os celulares de autoridades alvos de invasão de hackers.

Investigadores da Polícia Federal informaram na quarta-feira (24) que têm condições de afirmar, com base na apuração prévia, que aproximadamente mil diferentes números telefônicos foram alvos do mesmo método utilizado para invadir o celular do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro.

Quatro suspeitos de envolvimento na invasão de celulares de autoridades foram presos na última terça-feira (23). São três homens e uma mulher, detidos na Superintendência da Polícia Federal em Brasília.

Nesta quinta-feira, o ministro Sérgio Moro afirmou em uma rede social, que o Ministério da Justiça e a Polícia Federal (PF) vão identificar as centenas de vítimas e informá-las sobre as invasões, sejam elas autoridades ou não.

Por meio de nota, o Ministério da Justiça e Segurança Pública informou que Bolsonaro foi “devidamente comunicado” sobre o fato por uma “questão de segurança nacional”.

A nota não informa se os hackers conseguiram obter alguma informação dos aparelhos usados pelo presidente.

“Não estou nem um pouco preocupado se porventura algo vazar aqui no meu telefone. Não vão encontrar nada que comprometa. Perderam tempo comigo”, declarou Bolsonaro nesta quinta em Manaus.

fonte G1

Livro contra donos da JBS foi discutido por editor e consultor de empresa rival

Há cerca de três meses um livro de 87 páginas foi lançado com um plano de marketing barulhento. “Traidores da Pátria – As Maracutaias dos Irmãos Batista na JBS” foi anunciado em espaço publicitário de vários veículos de comunicação e distribuído gratuitamente a congressistas e membros de cortes superiores do Judiciário.

Foram impressas versões em português e inglês e foi anunciada uma edição em mandarim. Um caminhão com as estátuas de dois bois, em tamanho real, pintados de verde e amarelo e com o título do livro estampado em seus corpos, circulou pelas ruas de Brasília.

“Traidores da Pátria” tem como personagens centrais os irmãos Joesley e Wesley Batista, donos do grupo J&F, controlador do frigorífico JBS. Como o próprio nome indica, a obra resume os dois empresários por suas histórias de corrupção e negócios enrolados.

O autor, o jornalista Claudio Julio Tognolli, diz que sua motivação para escrever sobre essa faceta dos irmãos Batista foi jornalística. Mas trocas de emails obtidas pela reportagem indicam que um consultor de uma empresa que trava uma batalha jurídica bilionária contra os donos da JBS participou da edição do livro.

Há menção até de pagamento dessa empresa à editora que publica a obra.

As correspondências obtidas pela reportagem mostram conversas entre o empresário Paulo Tadeu, dono da Matrix Editora, que edita “Traidores da Pátria”, e Josmar Verillo, que trabalha como consultor para a multinacional Paper Excellence, empresa que pertence ao empresário Jackson Widjaja, da Indonésia.

A Paper é sócia da J&F na empresa Eldorado Brasil e briga na Justiça pelo controle da companhia.

Toda a conversa entre Tadeu e Verillo é acompanhada pelo autor, Claudio Tognolli, cujo email está copiado nas mensagens.

As trocas de mensagens aconteceram entre os dias 18 e 22 de fevereiro deste ano. Eles falaram sobre alterações no texto do livro a ser lançado. Verillo aponta a necessidade de um “gran finale” que mostre por que os irmãos Batista seriam “traidores da pátria”.

O editor Paulo Tadeu comunica o representante da Paper sobre a emissão de uma nota fiscal a ser paga para a publicação do livro.

No primeiro email, do dia 18 de fevereiro, o editor Paulo Tadeu pediu que Josmar Verillo e Claudio Tognolli fizessem as alterações que julgassem necessárias no “Traidores da Pátria”.

“Oi, Josmar, Tudo bem? Aí está o texto final do livro. Por favor, avaliem se está tudo correto. Qualquer alteração deverá ser feita neste mesmo arquivo (ele já está no modo de alteração controlada, que me permitirá ver qualquer modificação. Isso vai agilizar o meu trabalho aqui, sem que eu e Claudio tenhamos que ler tudo novamente). Deixei um pequeno texto em amarelo no meio, para que seja verificada a informação. Para nós, está certa, mas, se vocês souberem de algo diferente, avisem. Fora isso, os detalhes que envolvem vocês diretamente: ninguém melhor para ver isso que vocês. Será que vocês conseguem olhar tudo e me dar uma resposta em até 3 dias?”, diz.

No dia seguinte, Josmar Verillo, o consultor da Paper Excellence, enviou a resposta apenas para o editor.

“Tadeu, eu fiz algumas correções. Tem algumas coisas que precisam ser atualizadas. Alpargatas já foi vendida etc. Mas está faltando o gran finale. Eu escrevi algumas coisas no final. Precisa uma grande finalização que justifique o título. Porque tem toda a descrição de coisas que ocorreram, mas precisa um gran finale que diga por que são traidores da pátria”, diz Josmar Verillo.

“Tem que dizer que pelo acordo de leniência a JBS vai ter que pagar R$ 10 bilhões em 25 anos. E que o acordo de leniência, rescindido pelo MPF (Ministério Público Federal), agora está em julgamento pelo STF (Supremo Tribunal Federal). Se a decisão for mantida pelo STF, é provável que eles voltem para a prisão.”

“Vamos verificar”, respondeu Tadeu para Verillo, com cópia novamente para o email de Tognolli.

Em 20 de fevereiro, Tadeu mandou outro email para Verillo e Tognolli falando sobre alterações feitas pelo autor oficial do livro e consultando os dois sobre a nova fase do processo para a publicação.

“Seguem as alterações do Claudio. Espero que esteja tudo certo agora para iniciarmos a revisão e a diagramação. Da minha parte, parece que sim”, diz Tadeu.

O consultor da Paper Excellence deu o sinal verde para que o editor avançasse.

“Olhei só o final. Acho que está bom. Corrigi apenas a questão do acordo de leniência e a delação premiada. Estava sendo tratada como uma coisa só. São duas coisas. A leniência é da empresa, que está válida e vão pagar R$ 10 bilhões em 25 anos. A outra é a delação premiada, que está nas mãos do Fachin para ser julgada, pois foi rescindida pelo MPF”, diz Verillo em mensagem ao editor e ao autor do livro.

No dia 22 de fevereiro, Paulo Tadeu mandou mensagem com anexos da capa e o miolo do livro para o consultor da Paper Excellence e também para Claudio Tognolli.

“Encaminho anexos o miolo do livro diagramado e arquivo da capa aberta (frente, lombada, orelhas e 4ª capa). No miolo, falta ainda aplicar a ficha catalográfica, na página 4. E fazer uma revisão geral, antes do envio para a gráfica. Pretendo enviar até o fim da semana que vem, para que tenhamos o livro impresso por volta do dia 20 de março”, diz, sobre aspectos técnicos da impressão.

O editor continuou a conversa mencionando a emissão de um documento fiscal que, quando fosse pago pela Paper Excellence, liberaria a parte seguinte do processo, a impressão do livro.

“Pretendo enviar até o fim da semana que vem, para que tenhamos o livro impresso por volta do dia 20 de março. Com isso, estamos na etapa 2 do nosso contrato. Vou providenciar o envio da nota fiscal dessa segunda etapa, ok? Qualquer eventual ajuste, por favor, me avise até segunda-feira pela manhã, impreterivelmente”, diz Tadeu para Josmar Verillo com cópia para Tognolli.

A reportagem ouviu Paulo Tadeu e Josmar Vercillo sobre a emissão da nota fiscal. Os dois negaram que o livro fosse uma encomenda da empresa asiática e disseram que a nota fiscal se referia a um contrato de compra antecipada de 2.000 exemplares do livro, metade em português e a outra metade em inglês.

“O pessoal que vem nos visitar nós damos o livro. Nós temos interesse que qualquer um saiba do outro lado, quem eles são”, diz Verillo.

Ambos disseram que Tadeu procurou Verillo para que ele ajudasse o editor a compreender a compra da Eldorado pela Paper Excellence.

Sobre a frase em que Verillo disse que preparava um “gran finale” para o livro, o consultor da Paper disse que se tratava apenas de sugestão. Tadeu diz que Verillo se empolgou ao ler o livro e passou do limite na sugestão.

“Eu acho que ele se empolgou com o que estava vendo, acho que ele ficou empolgado com o material, é um livro que fala da JBS, e aí numa dessas ele falou. Foi sugestão. Ele estava colocando duas coisas que ele achava”, diz Tadeu.

Apesar de estar copiado sempre nas conversas entre o dono da editora Matrix e o consultor da Paper Excellence, o jornalista Cláudio Julio Tognolli negou que tivesse conhecimento sobre a participação de Verillo na edição ou sobre qualquer pagamento feito pela Paper Excellence.

“Pelo que sei, meu texto foi editado pelo Paulo Tadeu (melhor vc falar com ele). Não sei nada sobre nota fiscal, apenas escrevo (falar com Paulo Tadeu). Aliás paguei do meu próprio bolso a feitura dos sites (www.amafiadosirmaos.com e (www.abrothersmob.com)”, disse por meio do mesmo endereço de email que aparece nas conversas a que a reportagem teve acesso.

A relação da Paper Excellence com o grupo dos irmãos Batista começou em 2017, quando os asiáticos fecharam negócio para comprar a Eldorado Brasil por R$ 15 bilhões.

A empresa da família Widjaja adquiriu de início 49% da companhia e tinha um ano para pagar o restante aos Batista. Se não o fizesse, a J&F continuaria com os 51% da Eldorado, como controladora.

O prazo venceu em setembro do ano passado sem o pagamento pelos asiáticos. A família Batista, então, permaneceu com o controle da Eldorado, com 51%. A Paper Excellence alega que não concluiu o pagamento do restante porque, para isso, era necessário que os Batista liberassem as garantias da dívida da Eldorado, o que não foi feito.

Em setembro de 2018, a Paper abriu um processo de arbitragem contra a J&F, que deve durar até o segundo semestre de 2020. Hoje, as duas empresas travam uma guerra de narrativas sobre o negócio para convencer os juízes do caso.

A versão dos donos da J&F é de que “Traidores da Pátria” faz parte da estratégia dos asiáticos para atingir a reputação dos empresários brasileiros com vistas no processo arbitral.

Após o lançamento do livro, em março, o site Consultor Jurídico, conhecido como Conjur, que faz cobertura de assuntos do Judiciário, publicou artigo em que classifica a estratégia de divulgação de “Traidores da Pátria” como uma campanha patrocinada pela Paper Excellence para atingir a reputação dos Batista com vistas na disputa pelo controle da Eldorado Celulose.

“Verillo mobilizou a Matrix, contratou assessores de imprensa e encomendou ao jornalista e escritor Claudio Tognolli os livros e os textos jornalísticos para os sites”, diz a reportagem.

O Consultor Jurídico pertence ao jornalista Marcio Chaer, que também é dono da assessoria de imprensa Original 123, especializada no atendimento de advogados. Vários dos advogados que defendem a J&F, inclusive em casos contra a Paper Excellence, são clientes da Original 123.

Em 24 de junho, os advogados da J&F tiveram deferida uma interpelação judicial, assinada pelo juiz Mario Chuvite Junior, do Tribunal de Justiça de São Paulo, determinando a suspensão de informações que possam influenciar o processo de arbitragem. Os alvos da interpelação são a Editora Matrix e o escritor Claudio Julio Tognolli. O despacho diz que a publicação de “Traidores da Pátria” traz informações falsas e tem relação direta com a venda da Eldorado para a Paper Excellence.

“Traidores da Pátria” é uma edição resumida e atualizada de “Nome aos Bois”, de 382 páginas, lançado em 2017, também escrito por Tognolli e que igualmente se concentra nos problemas dos empresários da JBS. Em 2017 ainda não havia o litígio dos Batista com a Paper. A disputa é a novidade do livro lançado em março.

OUTRO LADO

A Paper Excellence nega, em nota, ter patrocinado o lançamento de “Traidores da Pátria”.

“A Paper Excellence esclarece que informações obtidas através de terceiros referentes à sua participação no livro foram deturpadas e não correspondem à realidade”, diz a nota.

A empresa diz que teve um porta-voz entrevistado pela editora e pelo autor do livro e adquiriu vários exemplares na intenção de demonstrar a diversos interlocutores, com a máxima transparência, quem são seus adversários na disputa pela Eldorado. A Paper também comenta a citação em interpelação judicial.

“A Paper Excellence repudia a menção do nome da empresa em uma interpelação judicial da qual não é parte, pois foi dirigida à Editora Matrix e ao jornalista Claudio Tognolli, autor do livro “Traidores da Pátria”. Essa desinformação é parte da abominável estratégia da J&F”, diz a nota.

O autor do livro, Claudio Julio Tognolli, diz não ter conhecimento sobre pagamentos de notas fiscais e nem sobre a participação de um consultor da Paper Excellence na edição de seu livro. “Para mim, era o editor que estava mexendo”, disse Tognolli.

“Eu fui contratado para resumir um livro de 570 páginas para 87 páginas.”

O dono da Editora Matrix, Paulo Tadeu, negou que tenha publicado “Traidores da Pátria” por encomenda da Paper Excellence.

“A Paper foi uma das diversas fontes consultadas para a finalização do livro. Um trecho da obra foi encaminhado a essa empresa para análise de detalhes que eu queria, para atualização do texto, e posterior verificação final do autor e minha como editor”, diz Tadeu.

“Quem editou e finalizou o livro fui eu”, diz Paulo Tadeu. “Acho estranho apenas a Paper aparecer nesses emails hackeados que você tem. Se forem apenas emails da Paper que você tem em mãos, me parece haver claramente um interesse escuso por trás desse hackeamento criminoso, pois ele é seletivo em relação à Paper Excellence”, diz o editor.

Sobre a nota fiscal emitida, Tadeu diz que “a Paper adquiriu diversos lotes de livros da Matrix Editora, tanto do ‘Nome aos Bois’ como do ‘Traidores da Pátria'”.

O dono da Matrix também diz que as mensagens podem ter sido adulteradas. “Vendo a minha troca de emails com a Paper, me deparei com algumas inconsistências. Parece que minha correspondência foi alvo de alguma alteração em relação aos emails hackeados que vocês têm em mãos. Isso pode levar a Folha a ser instrumento de manobra da J&F, caso seja ela, J&F, a responsável por esse hackeamento. Não tenho ideia de quem preparou esses documentos e enviou ao jornal”, diz Tadeu.

A reportagem em nenhum momento disse aos citados na reportagem que o material obtido teve origem no trabalho de hackers. Paulo Tadeu não apontou quais seriam as inconsistências nas trocas de mensagens apresentadas a ele pela reportagem.

Ciro diz que movimento de Tabata é ‘partido clandestino’ e que ela faz dupla militância

O ex-governador do Ceará Ciro Gomes disse neste sábado (13) que a deputada Tabata Amaral (PDT-SP), que votou contra a orientação da sigla na reforma da Previdência, fez “dupla militância”, e afirmou considerar grave a atuação do movimento do qual ela participa –e que ele chamou de “partido clandestino”.

“Todo mundo pode participar de qualquer movimento, mas, se você tem um partido clandestino para burlar a legislação que proíbe financiamento empresarial, isso é uma coisa muito mais grave”, afirmou Ciro em evento em São Paulo.

“Você pega um partido clandestino, que tem suas regras próprias, seu programa próprio, você se infiltra nos outros partidos e usa os outros partidos, fundo partidário, tempo de TV, coeficiente eleitoral para se eleger e fazer o serviço do outro partido? Aí é um problema de dupla militância, não tem nada a ver com a compreensão de reforma da Previdência que nós temos”, completou.

Tabata faz parte do Acredito, fundado em 2017 com a bandeira da renovação política, assim como Felipe Rigoni (PSB-ES), que também contrariou seu partido e votou a favor da reforma da Previdência.

Esse é tema prioritário do movimento, do qual Tabata é co-fundadora. Entre as principais bandeiras do Acredito estão ainda combater a desigualdade e a rejeição à polarização.

No próprio PDT houve outros sete que votaram contra a orientação da legenda. O partido abriu processo na comissão de ética para avaliação de punição aos dissidentes.

Candidato derrotado do PDT à Presidência da República em 2018, Ciro ressaltou ter estimulado a entrada de Tabata na política e afirmou ser quem mais está sofrendo com a situação.

“Eu não sirvo a dois senhores. Se tem alguém que está sofrendo com essa questão da Tabata, sou eu. Sabe quem recrutou a Tabata? Quem estimulou a Tabata a entrar na política? Quem assinou a filiação dela? Fui eu”, disse Ciro, para quem ela é “uma mulher extraordinária que tem o futuro pela frente”.

O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, afirmou ao jornal Folha de S.Paulo na quinta-feira (11) que está avaliando o caso para tomar uma “atitude cirúrgica” contra os dissidentes.

Ele vem defendendo que os deputados que votaram a favor da reforma deixem o partido. Na sexta (12), em evento em Belo Horizonte, Ciro disse que Tabata “deveria ter a dignidade de sair” da legenda.

Após a votação da Previdência, Alexandre Frota (PSL-SP), em sua conta no Twitter, afirmou que o PSL estaria “de braços abertos” para a deputada do PDT.

Em uma postagem no Instagram, o Movimento Brasil Livre também se posicionou: “o Brasil só tem a ganhar com uma esquerda e uma direita que enxergam além do prisma ideológico.”

Para o governador de São Paulo, João Doria, Tabata tem “rosto, alma e coração do novo PSDB”.

Samuel Emílio, 23, coordenador nacional do Acredito, disse nesta semana à reportagem que não se pode afirmar que Tabata e Rigoni erraram na escolha do partido.

“Tanto eles [Tabata e Rigoni] sabiam os partidos em que estavam entrando quanto os partidos sabiam quem estavam recebendo”, afirma, em relação à participação deles no movimento.

CONVENÇÃO ESTADUAL DO PDT CONFIRMA DR. COSME ARAÚJO COMO CANDIDATO A DEPUTADO FEDERAL

Na manhã deste sábado (04), foi aprovado na Convenção Estadual do PDT, na capital baiana, o nome do Dr. Cosme Araújo como candidato a Deputado Federal pela sigla.

O Defensor do Povo, como é conhecido, homologou oficialmente seu nome na ata do diretório do partido contando com o apoio e a força do presidente estadual do PDT, Felix Mendonça e de nomes de peso da política baiana, que estão fechados no apoio a Cosme Araújo rumo a Câmara dos Deputados.

“Um momento impar para a história política da nossa Bahia. Hoje inicia uma batalha cujo objetivo é resgatar a dignidade e a credibilidade do povo no nosso Brasil e na política brasileira”, disse Cosme Araújo que já está cotado como o nome mais forte, no sul da Bahia, para representar o estado no Congresso Nacional.

por Caliana Mesquita

ASSOCIAÇÃO BABA DO IGUAPE RATIFICA APOIO A DR. COSME ARAÚJO RUMO A CÂMARA FEDERAL

Na manhã deste domingo (15), o Dr. Cosme Araújo esteve no bairro Iguape, em Ilhéus, com os desportistas da Associação Baba do Iguape- ABI. Na ocasião foi ratificado o apoio à pre candidatura do futuro deputado federal. Os membros da associação reconhecem a defesa do Dr. Cosme Araújo em favor do esporte e acredita que no Congresso Nacional, o Defensor do Povo, poderá trabalhar de forma ainda mais solida e para atrair recursos e ações que valorizem o esporte regional. “Quando se pensa em esporte na cidade de Ilhéus o nome é Dr. Cosme Araújo, um dos maiores apoiadores da associação e dos atletas da região. Apoiamos ele para prefeito em 2016 e vamos fortalecer este apoio agora para Deputado Federal. Ilhéus e toda região precisa de um representante que respeite o esporte local”, disse Markito presidente da ABI.
Desportista nato, Cosme Araújo, ao longo de sua trajetória política, buscou incentivar e valorizar os atletas e associações da região por entender que além de ser uma prática saudável, é a base de ressocialização e um dos mais eficazes víeis para se desenvolver a cidadania.
“O esporte é uma atividade socioeducativa de extrema importância para sociedade, porque atua como ferramenta de aprendizagem, autoproteção, cultura de paz, habilidades para a vida e desenvolvimento integral de jovens e adultos”, disse o Dr. Cosme Araújo.

por Caliana Mesquita

PDT homenageia Beth Carvalho e Darcy Ribeiro em ato cultural pela democracia

 

Poesia, música, dança, palavras de ordem e uma bela homenagem à madrinha do samba, Beth Carvalho, marcaram o “Ato Cultural pela defesa da democracia, uma homenagem à Darcy Ribeiro”, realizado na noite dessa segunda-feira (29), no teatro Dulcina, localizado na Cinelândia, no Rio de Janeiro. Organizado pelo Movimento Cultural Darcy Ribeiro (MCDR), o evento teve como objetivo ser um protesto em defesa da democracia.

Além de Beth Carvalho, o ato reuniu vários artistas e foi prestigiado pelo presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, pelo secretário-geral nacional do partido, Manoel Dias, pelo presidente nacional do MCDR, Roberto Viana Júnior, e pela presidente da estadual da Fundação Leonel Brizola – Alberto Pasqualini do Amapá, Joelma Santos, entre outras lideranças pedetistas.

Um curta metragem inspirado no livro “O Povo Brasileiro”, de Darcy Ribeiro, que mostra a formação e trajetória da sociedade brasileira, abriu o evento. O primeiro artista, do Rio Grande do Sul, apresentou a poesia “O sonhar com a liberdade”, de sua autoria, relembrando Brizola, Darcy, João Goulart e correlacionou com a  campanha de Ciro Gomes. O segundo, do nordeste, trouxe versos no repetente, com o vocabulário típico da região do sertão, no qual criticou a política, os políticos e seus costumes, também relacionando ao presidenciável.

Após apresentação de “O tempo não para” de Cazuza, no qual foram inseridas as palavras de ordem “Fora Temer”, “Lula Livre” e “Marielle Presente”, Lupi, Roberto Viana Júnior e Manoel Dias homenagearam a madrinha do samba, Beth Carvalho, pelo seu histórico de luta pela democracia e direitos para a classe trabalhadora e sua contribuição na música popular, com uma placa e medalha do MCDR.

“Companheiros, pra gente é um dia muito especial, porque a história do Brasil e do PDT, na qual eu tenho abertura de dirigir, deve muito a essa mulher [Beth Carvalho]. Deve pela coragem de desbravar fronteiras. Deve por amar profundamente a música popular e o samba brasileiro. Deve por abrir espaço pra cultura popular”, elogiou Lupi.

“Beth é um símbolo pra gente, um símbolo do Brasil que ainda pode dar certo, um símbolo de que diz ‘não’ quando é mais fácil dizer ‘sim’, essa singela homenagem é pra dizer que a gente te ama e que você é o símbolo do Brasil que nunca desiste”, afimrou Carlos Lupi.

Emocionada, Beth Carvalho agradeceu a toda direção do PDT pelo prêmio, que prometeu guardar com muito carinho, principalmente por se tratar de uma homenagem em nome de seu grande e querido amigo Darcy Ribeiro, que, reveleou ela, foi seu meu vizinho por muitos anos.

“Eu tenho uma casa em Maricá. Um dia me aparece uma figura na porta da varanda batendo palmas e quando fui ver, era o Darcy, perguntando pra mim o que achava daquele lugar. Eu disse que adorava Maricá, que era um lugar maravilhoso,e ele acabou ficando e virou meu vizinho, a um quarteirão de distância”, relembrou  a cantora.

“Passei a ir a Maricá mais por causa de Darcy, que era uma figura maravilhosa. Ria muito com ele e que faz falta até hoje tanto ele como de Leonel Moura Brizola. É muita falta que esse homem faz. Muito obrigado a todos por essa noite maravilhosa. Quero dizer que Darcy mora no meu coração”, conclui Beth Carvalho.

Outro grande destaque do evento foi a leitura de um pensamento de Darcy, em que os atores  André Gaetta e Solange Theodoro convocaram o público a bradar a última e mais emblemática frase “Eu detestaria estar no lugar daqueles me venceram”, que prontamente foi atendida, criando uma atmosfera única.

O evento foi finalizado com Beth Carvalho catando sua emblemática música de sua autoria “Vou Festejar”.

fonte: PDT Nacional

AOS INTELIGENTES SOCIAIS🤡🇧🇷

 

 

 

 

 

blog do marcelo


  • Função: Consultor de Vendas
  • Cidade: Ilhéus
  • Salário: A combinar
  • Empresa: Chocosul Distribuidora Ltda
Candidatar

  • Função: Representante Comercial
  • Cidade: Ilhéus
  • Salário: A combinar
  • Empresa: Maxxi Suprimentos
Candidatar

  • Função: Supervisor de Vendas
  • Cidade: Ilhéus
  • Salário: R$2318.86
  • Empresa: (Confidencial)
Candidatar

  • Função: Vendedor Externo
  • Cidade: Ilhéus
  • Salário: R$1264
  • Empresa: (Confidencial)
Candidatar

  • Função: Promotor de Vendas
  • Cidade: Ilhéus
  • Salário: A combinar
  • Empresa: Arta Fenix
Candidatar

  • Função: Técnico de Enfermagem do Trabalho
  • Cidade: Ilhéus
  • Salário: A combinar
  • Empresa: Prev-Metra
Candidatar

  • Função: Podólogo
  • Cidade: Ilhéus
  • Salário: A combinar
  • Empresa: Sampés Podologia
Candidatar

  • Função: Analista de Logística
  • Cidade: Ilhéus
  • Salário: A combinar
  • Empresa: Gertec
Candidatar

  • Função: Analista de Pessoal
  • Cidade: Ilhéus
  • Salário: R$2000
  • Empresa: Rp3 Combustiveis
Candidatar

  • Função: Recepcionista
  • Cidade: Ilhéus
  • Salário: A combinar
  • Empresa: Confidencial
Candidatar

Powered by SINE


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia