O prefeito de Eunápolis, na Costa do Descobrimento, Robério Oliveira, se tornou réu em um processo que o acusa de despachar na prefeitura mesmo sendo afastado do cargo. A decisão contra Oliveira foi publicada nesta quinta-feira (24) e foi tomada pelo desembargador José Cícero Landin Neto do Tribunal de Justiça da Bahia. Segundo o Ministério Público do Estado (MP-BA), Robério Oliveira mesmo afastado do cargo estabeleceu pagamento de contratos e fez parcelamento de débitos com a Receita Federal.

O caso em questão se refere a um afastamento ocorrido no final de 2012, quando Oliveira também era chefe do executivo municipal. Segundo o MP, Robério cometeu crime de responsabilidade e fraude em dispensa de licitações. A vice-prefeita à época, Maria Menezes, que também ficou afastada, não responderá como ré nessa ação. não foi por decisão da Justiça continuou despachando como gestor.